Luciano Malpelli

Luciano Malpelli

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Mais uma ação social da ONG Projeto Realize/SP em Goiás!

Mais uma ação social da ONG PROJETO REALIZE de São Paulo foi efetivada no Estado de Goiás, com a doação de R$ 3.300,00 em compras de alimentos e materiais para a Oficina de Artesanatos mantidos pela ONG Ponto de Cultura Raio de Sol, do município de Aragoiânia/GO.

Uma parceria iniciada em Indaiatuba/SP desde 2012 e que já atendeu dezenas de instituições naquela cidade e no Brasil e agora também em Goiás.

Os registros abaixo mostram o acompanhamento de um dia de almoço e atendimento na ONG Ponto de Cultura Raio de Sol de Aragoiânia/ GO (14/09/2017). Esta instituição atende a milhares de crianças anualmente, em caráter instrutivo e familiar, na comunidade de chácaras do município de Aragoiânia/GO.

Assim como ocorre em Indaiatuba/SP desde 2012 com esta parceria, o consultor empresarial e voluntário Luciano Malpelli, recebeu recentemente o apoio da diretoria do Projeto Realize para trazer verbas para Goiás, e como primeira ação no estado, disponibilizaram verba para a compra de lanches para as crianças do Residencial JK em um projeto da ONG Grupo Ensinando Abraçar, de Goiânia. Os lanches serão fornecidos de agosto a Dezembro de 2017. 

Para doações e/ou maiores informações:




















domingo, 10 de setembro de 2017

Palestra Motivação e Empreendedorismo no Projeto Empreenda Mulher em Goiânia.

No último dia 09 de Setembro,  foi realizada a Palestra/Oficina Motivação e Empreendedorismo, para as participantes do Projeto Empreenda Mulher, idealizado pelo Grupo De Mãos Dadas, de Goiânia.
O Projeto visa capacitar mulheres do Setor Residencial JK de Goiânia, para o caminho do empreendedorismo.
A palestra/oficina foi realizada pelo consultor empresarial Luciano Malpelli, de forma voluntária, considerando vários aspectos da gestão empreendedora, de uma maneira diferente e divertida, com trabalhos em equipes e difusão da parceria e resiliência.

"Foi incrível encontrar neste grupo, mulheres que já realizam projetos empreendedores dentro de sua comunidade, como costura, manicure, semi-joias, bolos, doces, tapeçarias e tantos outros negócios originados deste projeto. Mulheres de bem com a vida e muito animadas. Parabéns ao Grupo De Mãos Dadas  e, principalmente à consultora Marcela, idealizadora e coordenadora do Empreenda Mulher", declarou Luciano após a apresentação.

Quem desejar conhecer e contribuir, basta buscar os contatos nas redes sociais do De Mãos Dadas, em Goiânia/ GO.





domingo, 20 de agosto de 2017

ONG Projeto Realize doa lanches para ação social em Goiânia!

A nossa parceira ONG Projeto Realize de São Paulo (www.projetorealize.com.br) de muitos anos, a nosso pedido, realizou a doação dos lanches servidos à mais de 200 crianças assistidas pela ONG Ensinando Abraçar (Goiânia/GO) na Comunidade do Conjunto Residencial JK. 
A doação compreende para todos os lanches até Dezembro/2017.

Uma contribuição que facilitará os trabalhos dos voluntários que, segundo a sua coordenadora Ester, era uma das maiores preocupações neste trabalho, sendo que, muitas vezes, os próprios voluntários compravam do próprio bolso.
Nós agradecemos à ONG Projeto Realize por mais este voto de confiança e pelo fortalecimento desta nossa parceria de muitos anos.
Estivemos presentes e, com muita honra, representando o Projeto Realize!



















sábado, 3 de junho de 2017

O Brasileiro é mais Solidário que Voluntário!

O Brasileiro é mais Solidário que Voluntário!

Poucas pessoas sabem, mas existe uma sutil diferença em trabalho Solidário e trabalho Voluntário.

Solidário é aquela pessoa que se move emocionalmente por uma situação pontual, como a de juntar as suas roupas usadas para doar para uma campanha do agasalho, ou que coleta alimentos para doar para as pessoas atingidas por uma enchente. Isso é ser solidário.

Mas então, isso não é ser voluntário? Parece tudo igual!

A grande diferença é o tempo em que esta pessoa presta o seu serviço.
Se um trabalho solidário é pontual, um trabalho voluntário é de média ou longa duração, ou seja, enquanto o solidário separa e doa as roupas para uma instituição, o voluntário as recebe, separa, limpa e distribui, normalmente junto a uma ONG já constituída, e continua doando/emprestando o seu tempo durante o ano todo em ações de apoio às famílias em vulnerabilidade desta comunidade.

Com esta distinção, temo em afirmar que o brasileiro é mais solidário que voluntário.

Basta visitarmos algumas instituições sociais que percebemos a grande dificuldade destas em ter pessoas comprometidas por mais tempo que um único final de semana ou na ajuda de uma única ação social.

Claro também é para mim, que muitas vezes, as instituições não chegam até as pessoas que, em algum momento, desejam trabalhar como voluntárias, e isso determina o baixo índice de captação de trabalhadores, principalmente para aquelas instituições menos famosas e que representam certa de 80% das ONG´s no Brasil.

A falta de ações simples por parte das instituições determina o baixo volume de pretendentes a esta função mais duradoura.


O que fazer então para mudarmos este perfil de um povo mais solidário para um mais voluntário? 

10 dicas para fortalecer a captação de voluntários em uma ONG;



1) Conheça a Lei do Voluntariado Brasileiro e seu Contrato de Voluntariado (isso evitará possibilidade de processos trabalhistas por pessoas mal intencionadas). Material disponível no site voluntariosbrasil.blogspot.com.
2) Defina um(a) Gestor dos Voluntários (uma pessoa de instituição, responsável por recepcionar, instruir, orientar e acompanhar os trabalhos do voluntário).
3) Defina qual o perfil de seus voluntários, as especialidades necessárias para serem preenchidas, o quadro de horário (manhã, tarde, noite) e dias da semana (2ª a sexta).
4)  Divulgue para a sua comunidade (nas redes sociais, para os amigos e mídia local) que a instituição tem vagas abertas para o trabalho de voluntários, divulgue em sites próprios, como o voluntariosbrasil.blogspot.com, sem esquecer de colocar endereço, telefones e o nome da pessoa responsável por este atendimento.
5) Recepcione o candidato(a) cordialmente, conheça o seu perfil, apresente a missão da instituição e o que se espera dele, principalmente em relação ao seu comprometimento de mais longo prazo (isso evita que inicie-se um projeto mas as pessoas envolvidas já sabem que deverão se ausentar em breve por uma viagem ou algo parecido). 
6) Trate o voluntário(a) com muito respeito e motivação, mas lembrando sempre que voluntário não é empregado, portanto, ele não pode ser tratado como tal.
7) Semanalmente ou mensalmente, reúna-se com eles para dar um feed-back (retorno) sobre o trabalho realizado e para discutir os novos planos de ação (isso facilitará o entrosamento e a participação mais efetiva de todos).
8) Faça um banco de cadastro de reserva das pessoas que se ofereceram mas não puderam ser utilizadas na instituição. Se abrir uma nova vaga, basta convida-las.
9) O gestor dos voluntários deve ser sempre atencioso e interessado, mas o maior respeito que um voluntário pode receber é ser valorizado em suas ações e, acima de tudo, respeitado como pessoa e como profissional.
10) Não pare, não desista, siga em frente.

Visitem nossas postagens aqui no http://voluntariosbrasil.blogspot.com

Luciano Malpelli
Consultor Empresarial e Gestor Social da 
Aporthe Social Consultoria e Gestão Social
E-mail: aportheconsult@gmail.com
Junho/2017

sábado, 27 de maio de 2017

Voluntários Brasil - A página do voluntariado brasileiro - Apresenta quadro de vagas e de instituições sociais.

O site Voluntários Brasil informa que novo quadro de ofertas de vagas para voluntariado estão disponíveis na sua página (clique no quadro do site ao lado).

A proposta do VOLUNTÁRIOS BRASIL é tentar facilitar a vida de quem quer trabalhar como voluntário(a) e, para isso, vem buscando formas de proporcionar uma maior agilidade neste processo, considerando a já comum falta de tempo de todos nos dias de hoje.

Neste arquivo você terá todos os dados necessários para encontrar um local que lhe fortaleça como pessoa e como cidadão(ã).

Ligue antes e marque uma visita. Procure a pessoa responsável pelos voluntários.

As ONG´s relacionadas na primeira pasta (ESTADO DE GOIAS) são instituições localizadas principalmente nas cidades de: Goiânia, Aparecida de Goiânia, Senador Canedo e outras da Região Metropolitana de Goiânia.

Na mesma planilha Excel, você também encontrará outra pasta com o nome (INDAIATUBA-SP), onde constarão as instituições cadastradas na FEAI-Federação das Entidades Assistências de Indaiatuba (conforme tabela em seu site), onde a pessoa interessada identificará uma instituição de seu agrado.

Para acessar ou baixar a tabela, clique no quadro ao lado, com o nome de:
"QUADRO DE VAGAS PARA VOLUNTÁRIOS EM INSTITUIÇÕES".

Importante: o site lembra que as duas tabelas estão atualizadas até a data de 18/05/2017 e que estão publicamente disponíveis ou nos sites ou nos quadros de avisos das instituições e não dão garantia de disponibilidades, em função da enorme rotatividade das vagas.

Se desejar falar com os idealizadores, comentar ou sugerir a publicação de alguma vaga ou interesse, basta comentar aqui no post ou enviar um E-mail para aporthe.consult@gmail.com, aos cuidados do Luciano Malpelli.

Voluntários Brasil! Mãos à Obra!
Aporthe Social Consultoria e Gestão Social

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Precisa-se de Voluntários. O Projeto RotAção busca profissionais da área Administrativa e Gestão Empresarial em Goiânia e Região.

Precisa-se de voluntário(a)s!

Você tem alguma experiência em Administração, Contabilidade, RH, Gestão Empresarial ou já trabalhou em escritório? 

Quer contribuir com sua expertise e ajudar a introduzir e implantar técnicas de melhorias na Gestão Administrativa de ONG´s que precisam se reorganizar para enfrentar os desafios atuais e futuros?

Mora em Goiânia e região e tem um pequeno tempo livre por semana? 

Se sim, o Projeto RotAção, uma ação social e puramente voluntária, criado pela Aporthe Social, visa atender as ONG´s da cidade de Goiânia/GO e região metropolitana e precisam da experiencia destes profissionais para oferecer uma consultoria empresarial ao maior número de instituições carentes que desejarem desenvolver uma melhor gestão interna, na área administrativa e da qualidade.

A Aporthe Social convoca você a fazer parte de Projeto. Entre em contato para maiores informações (veja abaixo como fazer).

Caso não tenha o tempo livre mas conheça alguém que quer participar, a Aporthe Social solicita que as pessoas divulguem em suas redes sociais ou compartilhe diretamente.

O voluntário será treinado e direcionado com acompanhamento, às atividades mais adequadas ao seu perfil.

As principais áreas atendidas são:
1 - Estratégia e Plano de ação
2 - Organização interna
3 - Relações Institucionais com seus "stakeholder's"
4 - Tecnologias de Informação
5 - Financeira
6 - Recursos Humanos
7 - Controle de Gestão de Recursos e Parcerias
8 - Indicadores da qualidade - Internos e Externos.

É um trabalho exclusivamente voluntário, sem custo, sem reembolso de despesas e sem vinculo empregatício, portanto, não remunerado, com até 4 horas de trabalhos presenciais nas ONG´s selecionadas pelo Projeto RotAção para receber a consultoria, com duração média de 4 a 6 meses.

Este Projeto é direcionado para instituições sociais da região que NÃO podem pagar por uma consultoria empresarial. 

Não é empresa! É voluntariado!

#

ONG´s já selecionadas pelo Projeto RotAção, com inicio dos trabalhos para JANEIRO/17:

ASDOWN - Associação Down de Goiás - Goiânia.
AMDASGO - Associação das Mulheres Deficientes Auditivas e Surdas de Goiás - Goiânia.

Entre em contato com os responsáveis pelo projeto:
Pelo Site: aportheconsultoria.blogspot.com.br
Pelo E-mail: aporthe.consult@gmail.com
Pelo celular: (62) 99263.8001(Whatsapp-Claro) ou (62) 99700.6453 (Vivo). 


Mais uma ação social da ONG Projeto Realize/SP em Goiás!

Mais uma ação social da ONG PROJETO REALIZE  de São Paulo foi efetivada no Estado de Goiás, com a doação de R$ 3.300,00 em compras de alime...